segunda-feira, 19 de julho de 2010

Rotina diária de um carteiro

Para que o leitor tenha uma visão mais próxima do cotidiano do trabalho de um carteiro, passo a relatar abaixo, de forma sucinta, todo o processo de ordenação e entrega de correspondências na cidade de Ponta Porã/MS.
O trabalho do carteiro começa bem cedo. A maioria das pessoas pensa que ao chegar ao local de trabalho todas as correspondências já estão todas arrumadas, que é só sair para a entrega. Mas a realidade não é bem essa. O expediente começa às sete horas da manhã. A primeira etapa é separar as correspondências entre os 10 DP (Distritos Postais), cada DP é de responsabilidade de um carteiro. A cidade de Ponta Porã foi dividida em dez partes. A separação é feita em um móvel chamado escaninho.
Após essa separação, cada carteiro passa com uma caixa vazia pegando as correspondências do seu DP. Após esse processo, cada um começa uma triagem separando as suas correspondências. Em seguida é feito o chamado “colecionamento”; que é a ordenação das correspondências na sequência em que serão entregues. A última etapa é lançar as correspondências registradas na lista de registro impressas pelo setor de expedição de objetos. É somente depois de ter cumprido todos esses itens que o carteiro efetivamente sai para a entrega externa.
Ao voltar da rua, o carteiro precisa devolver as correspondências que, por vários motivos, não puderam ser entregues. Há ainda que carimbar os ARs (Aviso de Recebimento) das correspondências registradas. Logo após, o carteiro precisa entregar a sua lista de registro com todos os objetos que não puderam ser entregues, bem como todos os ARs para que o supervisor possa fazer a conferência final. A última etapa é separar as correspondências que serão devolvidas para as varias regiões do país. Depois de todas essas etapas é que o carteiro está livre das suas obrigações. A jornada diária é longa e cansativa. Essa é a rotina do trabalho de qualquer carteiro.

10 comentários:

  1. Olá... Gostaria de saber que horas esse funcionário irá almoçar... Se puder me responda por aqui mesmo... estou sempre lendo... Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem muitos que nem almoçam...

      Excluir
  2. Gostei mto do seu texto... sou professora e vou utilizá-lo para apresentar um trabalho/livro aos meus estudantes (8 anos)... Vai me ajudar bastante... Obrigada

    ResponderExcluir
  3. Vou começar a trabalhar como carteiro e não tenho a menor ideia como vai ser. se poder passar passar algumas dicas meu e-mail é decorj_lima@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. o trabalho é foda, é muito cansativo, é trabalho pra doido...

    ResponderExcluir
  5. Só 10 distritos??? E isso que a população é o dobro da minha cidade e na minha são 18 distritos.

    ResponderExcluir
  6. Eu sei que a vida de carteiro não é fácil.
    Mas você se sente feliz ao ir trabalhar? Ou seja, está contente com a profissão?

    Conheço muita gente que ganha muito bem e é extremamente infeliz com o que faz.

    Parabéns pelo blog!
    É muito bom conhecermos as profissões, curiosidades, dificuldades...

    ResponderExcluir
  7. não é fácil ser carteiro, mas é uma profissão digna e que deveria ser muito bem reconhecida pela sociedade e pelo governo que infelizmente não reconhece o trabalho deles e acaba pagando muito pouco do que se deveria ser pago a eles! Sou a favor da reforma dos correios em todos os sentidos e setores! Melhores condições de Trabalho para eles, mais pessoas contratadas, mais atenção do governo para cuidar e planejar bem Nossa Empresa que é os correios do Brasil!

    ResponderExcluir
  8. Alguém pode me ajudar ? Estou angustiado, pois estou cursando o primeiro período da faculdade de enfermagem numa universidade federal (UFRN), e é muito "puxado": entro na universidade às 7:00 e saio às 16:30 hs. Porém, estou aguardando convocação dos Correios, e não faço idéia de como conciliar. Só posso dizer que dá para dar um jeitinho e ir à faculdade somente pela manhã ou somente à tarde. Mas queria saber se os Correios poderiam me oferecer um horário especial. Pode ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que sim, vc é muito especial

      Excluir